Delegação brasileira prospecta USD 70 mil em negócios durante a Circulart


Entre os dias 7 e 10 de novembro, aconteceu a Circulart 2019, na cidade de Medelim, na Colômbia. A participação brasileira tem expectativa de gerar
USD 70 mil em negócios nos próximos 12 meses e contou com o apoio do Brasil Music Exchange — projeto de auxílio à exportação de música desenvolvido desde 2002 por meio de uma parceria entre a Brasil Música & Artes (BM&A) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Ava Rocha e Curumin foram dois dos artistas que realizaram showcases para o público da décima edição da Circulart. Além das apresentações, oito músicos brasileiros foram representados durante as rodadas de negócios do evento colombiano. Estão no grupo os seguintes nomes: Aiace Félix; Ava Rocha; Amaro Freitas; Coladera; Curumin; Duda Beat; Isaar e Rubel Brisolla Rodrigues. 

Durante essas negociações, os representantes dos artistas fizeram contato com 50 profissionais da música de países como Colômbia, México, Canadá, Estados Unidos e Chile. O gerente da Brasil Música & Artes, Leandro Ribeiro, comenta os resultados da  presença brasileira nas rodadas de negócios e nos showcases: “cada vez mais estamos integrando nossas ações para gerar resultados financeiros como esses para os artistas e empresas envolvidas. Além disso, apresentações como as realizadas durante o evento divulgam não apenas o trabalho da Ava Rocha e do Curumim, mas de toda a música brasileira para o público internacional”.

A Circulart é uma importante plataforma profissional da indústria musical latino-americana. O evento acontece anualmente e reúne artistas, produtores, empresários, acadêmicos, jornalistas e gravadoras. O ecossistema também atrai organizações que trabalham com a cultura e os negócios, estabelecendo um diálogo proativo sobre o desenvolvimento da indústria da música.

Para ver a lista completa de artistas no evento, CLIQUE AQUI 


Sobre o BME

O Brasil Music Exchange (BME) é um projeto de auxílio à exportação de música desenvolvido desde 2002 por meio de uma parceria entre a Brasil Música & Artes (BM&A) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Para essa finalidade, o BME realiza diversas atividades de promoção de negócios e imagem internacional. O público-alvo são empresas que atuam no mercado da música – gravadoras, selos, editoras, managers, sociedades distribuidoras de direitos autorais, agências de produção de música original e plataformas tecnológicas – que já exportam ou tenham interesse em iniciar esse processo.