Participação brasileira na IJFO prospecta cerca de US$ 100 mil em negócios

Jazz à Vienne é um festival de jazz realizado anualmente em Vienne, França. O programador do evento marcou presença no IJFO.


Entre os dias 28 e 30 de outubro, aconteceu em Nova York, nos Estados Unidos, o encontro anual da International Jazz Festivals Organization (IJFO). Durante a reunião, Daniel Nogueira, coordenador de projetos da Brasil Music Exchange — projeto de auxílio à exportação de música desenvolvido desde 2002 por meio de uma parceria entre a Brasil Música & Artes (BM&A) e a
Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) — apresentou  22 artistas brasileiros a um grupo de 16 programadores dos principais festivais de jazz do mundo. A ação resultou na prospecção de cerca de US$ 100 mil em negócios.


Os nomes brasileiros que participaram do pitching foram selecionados por meio de um edital promovido pelo BME. Daniel comenta que este encontro é de extrema importância para apresentar os artistas brasileiros à nomes de peso dos negócios da música internacional da world music e do jazz. 


“Representantes dos maiores festivais de jazz do mundo estavam nesta edição da IJFO. Como a seleção de artistas que participam das reuniões é rigoroso, os programadores se mostram mais abertos a escutarem as propostas individuais de cada empresa, tornando todo o networking muito mais acessível do que em qualquer outra conferência ou feira de música”, completa.


O gerente do BME, Leandro Ribeiro, explica que essa oportunidade surgiu durante uma missão comercial para Nova York no ano passado, e é algo único. “O encontro permite o acesso a um grupo extremamente relevante de tomadores de decisão, que precisa fechar a programação de seus eventos e busca novidades”, explica, e completa: “entre as nossas atividades, está a constante busca por abrir portas em festivais, centros culturais e casas de espetáculos e a IJFO é uma grande vitrine neste sentido”.


Confira a lista dos artistas brasileiros que foram apresentados durante a reunião:  


    • Airto Moreira e Thiago Espírito Santo Group

 

  • Anna Setton

  • Carlos Malta

  • Dani e Débora Gurgel Quarteto

  • Filó Machado

  • Gabriel Grossi

  • Gian Correa

  • Grooveria

  • Hermeto Pascoal

  • Horoya

  • Jonathan Ferr

  • Liniker

  • Ludere

 

  • Nômade Orquestra

 

  • Pedro Martins

 

  • Pianorquestra

 

  • Ricardo Herz

 

  • Salomão Soares

 

  • Sidiel Vieira

 

  • Silibrina

 

  • Spok Frevo Orquestra

 

  • Trio Corrente



Sobre o BME

O Brasil Music Exchange (BME) é um projeto de auxílio à exportação de música desenvolvido desde 2002 por meio de uma parceria entre a Brasil Música & Artes (BM&A) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Para essa finalidade, o BME realiza diversas atividades de promoção de negócios e imagem internacional. O público-alvo são empresas que atuam no mercado da música – gravadoras, selos, editoras, managers, sociedades distribuidoras de direitos autorais, agências de produção de música original e plataformas tecnológicas – que já exportam ou tenham interesse em iniciar esse processo.