BM&A participa do Culture for the Future em Bruxelas

Profissionais referência na indústria criativa de todas as regiões do mundo foram convidados a participar do Culture for the Future junto à Comissão Europeia com o objetivo de discutir e definir formas inovadoras e participativas para construir um futuro melhor, e a Brasil Música & Artes (BM&A) fez parte desse time.

O evento realizado nos dias 16 e 17 de junho em Bruxelas, na Bélgica, teve como objetivo refletir diretamente com os profissionais dos setores culturais e criativos sobre possíveis apoios da União Europeia ao desenvolvimento da cultura internacional. A BM&A tem o propósito de contribuir para um mundo melhor através da geração de conhecimento e de oportunidades no mercado da música e, desse modo, catalisar o desenvolvimento socioeconômico do Brasil. É essa nova perspectiva que foi apresentada aos demais países durante a programação.


Quatro tópicos formam a base do Culture for the Future: cultura e indústrias culturais: novas oportunidades de criação de emprego e inclusão; os desafios do financiamento; acesso aos mercados e mobilidade dos artistas; e revolução digital: impacto e oportunidades. Leandro Ribeiro, gerente de projetos da BM&A, foi um dos participantes e acredita que a associação tem experiência e conhecimentos de grande valia para os temas em questão: “nosso know-how e experiências com associados de diversos nichos do mercado da música certamente ajudará os outros participantes a terem insights de economia criativa, métodos de financiamento, programas de capacitação de empreendedores, gestão de projetos, entre outros, e mostrará a constante ascendência da nossa indústria da música, merecedora de apoio e projeção internacionais”, afirma.


O Culture for the Future também levantou discussões sobre perspectivas urbanas e juvenis para a promoção da coesão social e declínio de desigualdade, além de dimensões de gênero e sustentabilidade, construção e compartilhamento de identidade e diálogo intercultural para prevenção e reconciliação de conflitos.


Desenhado para que profissionais de todo o mundo contribuíssem na criação conjunta de um manifesto, houve uma mescla de palestras sobre os temas e os participantes foram distribuídos em grupos. “O assunto é muito mais profundo do que somente olharmos para os benefícios em termos de negócios, empregos, intercâmbios e desenvolvimentos pessoais. Acreditamos que podemos transformar o mundo através da cultura e da arte”, afirmou Pierluigi Sacco, professor de da Universidade IULM de Milão.


Ao final do evento, foi finalizado o documento denominado “Manifesto: Culture for the future”, que será disponibilizado em breve no site do organizador. Para Leandro Ribeiro, esta foi uma experiência única: “Pessoalmente, me senti muito feliz e honrado pelo convite recebido para participar desse encontro. Este é o tipo de trabalho que faz você crescer, que traz um novo gás para o dia-a-dia, cheio de pessoas olhando para construir um futuro melhor através da cultura. O Manifesto final foi uma obra de todos os participantes e é uma grande contribuição para a sociedade, que pode ser usado por qualquer país, em todos os níveis de governo, organizações públicas, 3o setor e setor privado.”