NOTÍCIA


Participação do BME no Música Mundo gera mais de R$ 450 mil em negócios

21/09/2017



De 6 a 10 de setembro, a capital mineira sediou a 3ª edição do Música Mundo, que se consolida como importante plataforma de negócios criativos, reunindo convidados do Brasil e do exterior. O evento, que acontece nos moldes de uma feira internacional, teve a participação de profissionais e formadores de opinião de 15 países.

O Brasil Music Exchange (BME), projeto de exportação de música brasileira, realizado por meio de uma parceria entre a BM&A e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), convidou três profissionais para participar do encontro. O projeto organizou rodadas de negócios que geraram cerca de 100 contatos com convidados de países como França, Colômbia, Peru, Senegal, Portugal e México e perspectivas comerciais de mais de R$ 450 mil.

Giovanna Chamorro (Colômbia), gerente de música do Instituto Distrital de las Artes (Idartes) e responsável pela organização dos Festivales al Parque; Jhonatan Candavid (Colômbia), produtor e programador da sala de concertos Cantandero, e François Jollivet (França), programador e organizador do L'Epicerie Moderne, e membro fundador da LIVE DMA (Linking Initiative Venues in Europe, Developing Music Actions), foram os profissionais que vieram ao Brasil convidados pelo projeto.
 

Debates com grande qualidade

Na programação de palestras, o gerente de projetos do BME, Leandro Ribeiro, participou do workshop Exportação de Música Brasileira no dia 7 de setembro. “Esse evento oferece ótimas oportunidades de fechamento de parcerias e de networking. Os nossos convidados gostaram muito da experiência e certamente tiveram um ótimo contato com a música brasileira. Fora as rodadas de negócios, vale ressaltar a alta qualidade das palestras, dos bate-papos e dos showcases”, comenta.

O Música Mundo teve como tema música e tecnologia. Por isso, além dos artistas, produtores e programadores de festivais, também contou com a presença de desenvolvedores de aplicativos digitais e representantes de outros setores ligados à música, como cinema, audiovisual e games.