NOTÍCIA


FESTIVAL INTERNACIONAL DE JAZZ DE MONTREAL: John Pizzarelli e Daniel Jobim empolgam plateia

11/07/2017



Por Karina Ninni

O guitarrista norte-americano John Pizzarelli e Daniel Jobim, neto do compositor Tom Jobim, fizeram, na última quarta-feira (5), um show recriando o famoso disco Francis Albert Sinatra & Antonio Carlos Jobim, de 1967, na 38ª edição do Festival Internacional de Jazz de Montreal. O álbum foi o segundo lugar nas paradas daquele ano, perdendo somente para Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, dos Beatles. Os artistas estavam acompanhados por piano, baixo e bateria.
                                                                                                                    
Começaram com Boubles, Bangles and Beads e seguiram para Quiet Night of Quiet Stars (Corcovado) e Meditation (Meditação), incluíram ainda sucessos como Wave. Aliás, o melhor momento do show foi a música Two Kites (com Daniel ao piano), que também não faz parte desse disco, mas esteve no set list da performance de Tom no mesmo festival de jazz em 1986. O Gesù, auditório que fica dentro de uma igreja, estava abarrotado de gente. Os ingressos haviam se esgotado há semanas e algumas pessoas ainda tentavam, na porta, conseguir entrar.

 

Homemagem a Tom Jobim

John Pizzarelli também cantou Antonio’s Song, do compositor californiano Michael Franks, feita em homenagem a Tom Jobim. Terminaram em grande estilo, com Garota de Ipanema e Só Danço Samba. Quando a banda atacou de Garota de Ipanema, a plateia, derretida, suspirou em coro, “Ohhhhhh”, e aplaudiu antes mesmo de começar.



Durante todo o festival, os organizadores colocaram, nas janelas do prédio da administração do evento, na Place des Arts, fotos dos grandes nomes que já passaram por ali. Ella Fitzgerald, Diana Krall, Stéphane Grapelli e grande elenco. Em uma das janelas, sorrindo muito, sentado em frente a seu piano, estava Tom. O único brasileiro no meio daquela constelação. Sem dúvida, uma de nossas maiores estrelas. 


Foto: Benoit Russeau