NOTÍCIA


Brasileiros prospectam USD 1,15 milhão durante a Womex

04/11/2016



A cidade espanhola de Santiago de Compostela foi palco de bons negócios para 33 empresas brasileiras que participaram da Womex, um dos principais eventos mundiais de world music, realizado no final de outubro. A delegação prospectou USD 1,15 milhão em negócios e estabeleceu mais de 600 contatos com programadores de festivais, gravadoras, booking agents e editoras da França, Alemanha, Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul e Reino Unido.
 
A ação é promovida pelo Brasil Music Exchange (BME) – projeto de internacionalização de música realizado por meio de uma parceria entre a BM&A e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) - com o apoio do Sebrae-RJ. O grupo brasileiro incluiu managers ou selos de artistas como Tulipa Ruiz, Karina Buhr, Zeca Baleiro, Zélia Duncan, Rashid, João Donato e Paulinho da Viola.
 
Uma novidade desta edição foi o apoio à apresentação de artistas em showcases. A banda Bixiga 70 se apresentou na Plaza da Quintana no dia 21, enquanto Anelis Assumpção e Nômade Orquestra tocaram no palco off Womex, dia 22. “Foi um sucesso absoluto de crítica e público. Os três shows tiveram lotação máxima e atraíram um público altamente qualificado. Além de compradores, conhecemos muitos jornalistas e radialistas, ampliando o relacionamento com a imprensa internacional. Os showcases off Womex deram certo e pretendemos repetir no ano que vem”, comemora o gerente do BME, Leandro Ribeiro. Tudo isso fez com que os resultados alcançados superassem em 15% a meta estabelecida.
       
Para André Bourgeois, da Urban Jungle, empresa responsável pelas carreiras de Bixiga 70, Maria Gadú, Céu, Adriano Cintra e Chico César, o Brasil desempenhou grande protagonismo, destacando-se junto ao público que visitou o evento. “O trabalho do BME é um marco na exportação da música brasileira. Ficamos muito felizes de poder contar com um programa com esse nível de eficiência, que gera oportunidades para artistas brasileiros”, detalha.
 
O BME organizou o estande do país, coordenou rodadas de negócios e auxiliou o atendimento a potenciais compradores. Também realizou ativações no estande todos os dias para atrair o público da feira.