NOTÍCIA


Festival Satélite061 acontece esta semana em Brasília

13/09/2016



A quinta edição Festival Satélite061 acontece em Brasília entre os dias 14 e 25 de setembro. A programação reúne música, artes e comportamento sob o tema “Diversidade e Empoderamento”. O line up, totalmente gratuito, inclui nomes como Elza Soares e Gal Costa, representando as mulheres do país. Gal Costa faz o espetáculo intimista “Espelho d’Água” acompanhada apenas pelo violonista e guitarrista carioca Guilherme Monteiro. O roteiro se concentra nos temas que se tornaram clássicos na voz da cantora. Elza Soares chega com seu disco A Mulher do Fim do Mundo, tido como um dos melhores discos do ano passado, segundo a crítica nacional.

A edição deste ano destaca também os artistas independentes. “É preciso irradiar o protagonismo de bandas e artistas que trazem ideias de transformação”, afirma Marta Carvalho, idealizadora e curadora do Festival. A cultura afro brasileira vem muito bem representada por nomes como: Evandro Fióti (com participação especial de seu irmão, Emicida) e sua estreia discográfica, Gente Bonita. E o veterano Di Melo, o imorrível rei do balanço e parceiro de Jorge Ben Jor em tantas canções.

BaianaSystem lança seu segundo disco, Duas Cidades, que representa o movimento do underground para a massa. Outro que bebe na fonte do underground é Guizado, representante do nu jazz brasileiro, que volta a Brasília com o disco O Voo do Dragão. Suas trilhas sonoras são arrebatadoras e inclassificáveis: ele mistura jazz com punk e beats sintéticos de uma forma muito própria.

As Bahias e a Cozinha Mineira debuta em Brasília com o aclamado disco Mulher. Munidas de um show poderosíssimo, as duas vocalistas Raquel Virgínia e Assucena Assucena identificam e esmiúçam todas as formas de expressão das mulheres em palco.

O rock vem muito bem representado pelos veteranos Autoramas e o disco, O Futuro dos Autoramas. Donos de um rock’n roll dançante, todos os anos eles provam que a independência mercadológica não os impede de serem uma das bandas brasileiras que mais toca no exterior. A musa indie uruguaia Phoro completa o time com sua sonoridade eletrônica e melódica. Baixos bpms e uma voz suave fazem da moça um dos grandes destaques da cena eletrônica do Uruguai.

Para mais informações, acesse o site do evento.